terça-feira, 5 de abril de 2011

IMPREVISTOS

Nem sempre estamos com a mesma disposição para aquela sessão de spanking Ou a tendinite do Dono resolve aparecer bem no dia da sessão Enfim, falo aqui de imprevistos Aqueles do tipo: - tua menstruação vem bem naquele dia marcado p sessão (eu to livre disso) - Teu chefe te ameaça se voce não entregar aquele trabalho na segunda feira - Visitas de longe inesperadas - Dono bate o carro ou o carro vai parar no conserto - Alguem da familia fica doente - Voce adoece - Dono adoece etc etc etc Tudo que te afeta e te dá desespero Nesses momentos, tanto Dono como submissa precisam sair de seu papel e pensar como meros humanos, todos temos umas coisinhas aqui a e ali, todos estamos sujeitos a imprevistos Sem mais delongas ..... Dono eu amo seu jeito homem de ser humano, compreensivel, e sensivel diante de desses imprevistos Mas uma das coisas que mais admiro é sua naturalidade em admitir que não é imune a nada disso, que também precisa do meu carinho, da minha compreensão, que há momentos que apenas não necessários nossos corpos se abraçarem Como fizemos naquele dia, em que sentamos num tronco de arvore no meio do caminho e abraçados nos demos força, desfrutamos do pouco tempo que tínhamos, sentindo a força e o carinho, o apoio um do outro. Admiro sua coragem em não temer que gestos assim afetem seu dominio sobre mim E acredite, não afetam nada mesmo, vejo o quanto é seguro de sí e não precisa usar de nenhum recurso para me cativar junto a ti cada vez mais submissa. Eu me rendo todos os dias a ti, feliz e realizada te amo

7 comentários:

SIR MAGNO DOMINADOR disse...

O importante é aproveitar cada oportunidade para vivenciarmos as mais variadas sensações.
Não é só de praticas e seções que vive a Ds.
Pior é qdo a cadela canaliza a tensão dos musculos do corpo do Dono para o único local que interessa a ela deixando os demais completamente relaxados....kkkkk

Anônimo disse...

Para reflexão:

Sugiro a leitura do post "falsa submissão" do blog da Princesa do Senhor WZ: (http://princesasubmissa.blogspot.com/2011/03/falsa-submissao.html)

HORUS of Gor

dog pet_JS disse...

e isso mesmo amiga. eu ri da parte da tendinite, as vezem são seres colocamos um DOM nas alturas que esquecemos q eles tbm são seres humanos.

petbeijos...

princesa do SenhorWZ® disse...

Delicia ler isso, vc é mulher centrada com os pés no chão, por isso vive sua D/s em plenitude.Dominadores só podem ser endeusados em sessão, ali sim nós podemos imaginar que Eles são seres iluminados ,poderosos e inatingíveis, mas fora dela são homens como milhares de outros , com problemas, dor de barriga, chateações diarias,tristezas e alegrias como todo mundo.Ainda bem , na verdade adoro esse constraste , acho que torna tudo muito mais interessante , e por isso um abraço desses como o de vcs pode se tornar um momento unico.beijocas

{jhessy}SANTIAGO disse...

adorei seu post amiga :)
prefiro pensar no meu Dono como um ser humano tb.. rsss
beijos!

¥ nyssa ¥...ÅS disse...

Mila,

Que bom vc escrver sobre isso!
Muitas(os) fantasiam que Dono e submissa não são humanos e se entristecem ao ter de lidar com esses "imprevistos", que na verdade são previsiveis já que somos todos de carne e osso, né?
Isso só faz o BDSM mais legal, mais interessante, poder transitar por todas esses aspectos do(a) parceiro(a) sem que isso signifique que os lugares estão muitissimo bem definidos!
Eu quase publiquei um texto sobre isso uma vez...

Adorei, parabéns!
Beijos e bom fds

SIR MAGNO DOMINADOR disse...

Quero deixar claro que confio na postura e inteligência da minha escrava {mila}MAGNO e que ela tem minha autorização para expressar sua opinião e para apoiar ou criticar assuntos BDSM (uma vez que ela conhece bem minha forma de pensar), estando sujeita às pinicões por qualquer tipo de desrespeito aos(as) Tops, e aos quais estou disponível para qualquer comunicado sobre o assunto. No caso da postagem e comentários no blog da nossa amiga {vita}ST não vi nenhum desrespeito ou insubmissçao, pelo contrario parabenizo a você {vita}ST, a {mila}MAGNO e a todas as outras que ali comentaram favoravelmente.