sábado, 20 de novembro de 2010

SCAT, UMA TORTURA



Depois de um breve regresso, volto a postar aqui algo que passei com o Dono numa sessão

Ele me avisa assim quando entra no banheiro:

- Tenho um desejo sórdido de scat

Eu o olho assustada com a expressão: - Não, isso nunca

E Ele ri do meu medo e do meu susto

- Cadela se prepara e fica quietinha

Ele me encosta na parede de joelhos, fico sem saída ...

E mesmo com asco fico ali, faço cara feia, retorço o nariz, quase choro

Peço clemência, imploro e me humilho querendo me safar

Ele somente me olha sério e depois ri sadicamente do meu pavor

Eu começo a chorar, não consigo sair dali,

Não que esteja amarrada ou presa, mas meu coração, minha

Submissão, minha entrega falam mais alto

Ele se vira de costas para mim

Rezo para que seja uma brincadeira

E Ele ri e me manda abrir a boca

Eu choro mais ainda.

Ele se irrita e fala com autoridade:

- Cadela para de chorar, é só um scat. Dói menos que um spank, é só abrir a boca e aceitar tudo. KKKKKKKKKKKKKKK

Que horror, que nojo, mesmo amando Dono eu não consigo conceber a idéia na minha mente, e nem consigo reagir a situação.

Ele segura minha cabeça pressionada na parede, e manda eu abrir a boca, dessa vez muito bravo.

Eu despenco a chorar e implorar. Ele vem aproximando cada vez mais sua bunda da minha cara.

E quando me vê a ponto de gritar e em pânico, solta um riso alto e fica lá parado contemplando a cena cômica, "na visão dele".

Enquanto eu choro e me sinto um nadinha, menos que nada e resignada espero que ele desista.

Ele não fez nada de scat em mim, mas mesmo assim eu me sinto suja, como se tivesse recebido um jato marrom.

Ele me solta e me abraça, me acolhe em seus braços me acariciando o rosto, os cabelos

Me põe em seu peito e diz que nunca vai esquecer esse momento.

Eu completo a frase: - Nem eu .

Foi um tortura para mim, mas que me fez pensar, que nunca uma submissa prevê os atos de seu Dono, ainda que possamos conhecê-lo muito bem, Ele sempre tem uma carta na manga. Por isso o amamos, o admiramos e fazemos dEle nosso algoz.

A prática não é na verdade um desejo do meu Dono, apenas a usou para me torturar, me testar, ver até onde eu ia.

Ao contrário de muitos, Dono não me submeteria a algo que somente desse prazer a Ele sem me acrescentar nada.

O que tenho a dizer sobre que senti?

- Senti que mesmo tendo capacidade de me submeter incondicionalmente ao Dono de mim, eu não estou preparada para tudo, porém Ele me conhece a tal ponto que sabe disso, e tenta me fazer superar-me a mim mesma, não por vaidade, nem orgulho de fazer propaganda de si mesmo, mas para demonstrar a mim mesma o quanto sou forte e o quanto posso confiar nele.

Te Amo Dono.

P.S. : Não coloquei fotos da pratica, eu não suportei nem olhar para elas tal o meu nojo.

8 comentários:

{flor}ST disse...

Querida [{mila}]MAGNO eu acho que minha reação seria a mesma, talvez eu chorasse mais...rsss

Beijos querida, saudações a seu Senhor.

{ternura}_WOLFMAN disse...

minha querida amiga,

sabedora do poder de Dominação de seu Sr, do prazer que vc tem em ser submissa e do querer e entendimento que os dois têm pelo BDSM eu afirmo essas vivências, práticas e experiências são deliciosas de testemunhar....*pisc

feliz por vc!!

bjs ao D/dois

Izabel disse...

Mila querida...

Confesso que qdo vi o título do post senti um friozinho na barriga rss... me lembro que qdo iniciei no bdsm e os Doms me perguntavam quais práticas eu não aceitava, a primeira que eu dizia era o tal do Scat... uma coisa totalmente inconcebível pra mim... mas não condeno quem pratica... cada um na sua rss...

Mila parabéns, eu no seu lugar teria desmaiado amiga de tanto horror rss...

Beijinhos, e obrigada por compartilhar sempre suas experiências conosco...

Bom Domingo!!!

Iza

{Λїtą}_ŞT disse...

Oi mila!

Imagino o que sentiu pois sempre pensamos nessa possibilidade, de passar pela cabeça do Dono algum dia e o que sempre imaginei é que me submeteria sim, sem sombra de dúvida, mas que seria muito, muito difícil. Até hoje nunca aconteceu mas tenho certeza que no final de tudo você sentiu-se feliz por ter ultrapassado esse limite, ainda que não completamente porque algumas coisas são mesmo involuntárias e não dependem de nós, como o nojo da prática, por exemplo.
Parabéns para você e saudações ao seu Dono.

{Λїtą}_ŞT

DEXPEX_{Amar Yasmine} disse...

Doce menina do SIR MAGNO!

Vc chamou e eu vim, não me furtaria neste momento de dizer o que penso. Acho até que poderia desenvolver o que vou dizer aqui para um futuro post... quem sabe? Verei isto com o SENHOR DEXPEX.

Acho que nenhuma de nós poderia dizer que aceitaria o scat com facilidade. Com certeza não. É assustador sim. Mas, não é a pior das práticas, te digo com sinceridade. Acredite em mim que há torturas muito piores. A ausência é uma delas. Não há nada que doa, perturbe, amedronte ou humilhe mais do que a ausência. E eu aceitarei o scat com muito prazer todas as vezes que for do desejo do meu DONO.

Sempre te considerei corajosa, mila. Não me enganei. Dê os parabéns, por mim, ao SIR MAGNO, que soube muito bem escolher quem o serve.

Doces besos

*;-)

DEXPEX_{Amar Yasmine}

{jhessy}SANTIAGO disse...

oi mila :)
que medo hein.. rss
ainda bem que foi só uma "brincadeirinha!" hehehe
beijos!!!

SIR MAGNO DOMINADOR disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
QUE BOM QUE ESSE SUSTO ME DÁ MOTIVOS PRA GARGALHAR ATÉ HOJE.
QUASE ROLEI NO CHÃO DE RIR LENDO AQUI.

BJOS DO TEU DONO

SIR MAGNO

[suave]_HORUS !!! disse...

Adorei seu relato e sua postura.
Concordo...Eles sempre nos surpreendem...e voce mostrou confiança em seu DONO. Parabéns por sua submissão.
Obrigada por visitar-me e me seguir.
Saudações ao Dono de ti.
doce beijo
[suave]_HORUS !!!