sexta-feira, 5 de novembro de 2010

ASFIXIA


Numa relação BDSM a cumplicidade e a confiança mútua está acima de qualquer outro sentimento.

Há momentos onde Dono e escrava se superam, avançam limites juntos, mesmo sem terem planejados o ato do momento, eles simplesmente aparecem e temos que aproveita-los.

Na ultima sessão Dono quis relaxar numa banheiro junto com a cadelinha

São momentos nada iguais ao mundo baunilha rsrsrsrs

Dominador sempre inventa o inesperado e nós coloca a prova em momentos que estamos relaxadas

Como dizem por ai: - ser escrava é sair da zona de conforto.

Preparei a água com sais de banho, espuma e na temperatura ideal

Aviso o Dono que vem sedento para banheira e já me arrasta com Ele

Eh..... vai pensando que tá bom. Cadela fica atenta, apesar de gostar da surpresa do Dono ter desejado um quarto com hidro.

Eu, em vão, tomei todo cuidado com o cabelo

Após uns momentos em que Dono estava relaxado me lança aquele olhar sádico que tão bem conheço, seguido de uma risada sarcástica .

Penso na hora: - Ai vem alguma coisa

Ele pega no meu rosto e aperta depois me beija, quando solta diz:

-Respira cadela.

Eu até gemo de susto e sei o que vai ser dessa vez.

- Cadela tem que aproveitar a água e tomar um banho completo, sem poupar nenhuma parte, nem cabelos.

Vejo uma de suas mãos me pegando o pescoço e outra me tampando o nariz e ele diz:

- Fica calma. Confia em mim

Ele me abaixa dentro da banheira cheia de água, eu quero ficar calma, mas a cada minuto começo a tremer, e ele segue alternadas vezes

Uma..... duas.......tres vezes. E eu começo a me desesperar quando fico lá em baixo,

Não consigo pensar em nada e Ele só me olha sorrindo, vendo o pavor em meus olhos e o tesão entre minhas pernas.

- Quero uns 5 minutos seus, cadela. 5 minutos de tesão e medo.

Eu me esforço e sinto um enorme tesão, mas estou sem fôlego

Aff meu problema é esse....AR. Já contei né, preciso sentir até vento para saber que o

AR está lá me esperando.

Embora a certeza que Ele não vai me deixar sucumbir sem ar

- Cadela, quero que confie em mim. Confias ou não ?

- Sim Dono

- Então me prove.

Diz isso e me afunda na água e me segura lá por um tempo próximo a 5 minutos

Quero pensar e ficar calma, mas como é difícil

A sensação de estar sendo sufocada sem nada poder fazer

Além de me dar tesão, também me dá desespero.

Não pela pratica em si, mas porque a mão dEle está lá e eu não quero revidá-la

Ele segue tirando de dentro de mim tudo que tenho para lhe dar

Quero abrir os olhos e vê-lo para sentir mais força

Sinto que Ele é o Dono do ar que respiro, Dono de minha vida que agora

Está somente em suas mãos, a sua mercê.

É o ápice da cumplicidade, eu ali podendo gritar ou sair correndo pela porta

Mas preferindo ficar e me entregar aos desejos deles.

Vem em meu pensamento as quantas vezes eu li sobre essa pratica

Sobre a confiança mútua entre Dono e escrava para praticas desse tipo, sobre a D/s em si

Dono deixa as práticas fluirem, deixa o tesão rolar, estando sempre preparado para executá-las com segurança e eu sempre disposta a lhe provar minha entrega.

E termina me usando como mais gosta..... num misto de prazer e medo

Me sinto sinto viva e totalmente dele.

Obrigado Dono por me fazer vivenciar tudo isso.


Te amo





9 comentários:

{Λїtą}_ŞT disse...

Que lindo, {(mila)}... confiança é tudo!
Parabéns a você pela coragem e a seu Dono pela confiança que soube conquistar.
O meu maior problema também está no ar, tornando difícil para mim tudo que bloqueie minha respiração, até mesmo uma mordaça, mas me submeteria também a qualquer coisa pela confiança total e irrestrita que tenho no Dono.
Tenha um ótimo fim de semana.
Beijos meus.

{Λїtą}_ŞT

{flor}ST disse...

Hum... que delicia querida, o medo e o tesão estão sempre de mãos dadas na vida de uma escrava, o mesmo panico que você tem com a falta do ar eu tenho com o escuro, e sempre sou testada em relação a isso, mesmo morrendo de medo, adoro.
Beijos a ti...

Saudações a seu Dono.

{doll}-Splinter disse...

Incrível como numa relação BDSM nem tudo é o que parece ser...rsrs..não existem momentos baunilhas...

beijinhos

lilica disse...

Querida mila,

Eu não entendia a asfixia até o dia que a provei.
É uma entrega plena. Exige confiança e cumplicidade total.
É saber que até o ar que respiramos depende do Dono.
É tão bonito isso...
Parabéns amada, por mais esse passo.
Saudações a teu Senhor.

Beijosss,

lilica

{lia}_SirGOEL. disse...

Aiaia

ate fiquei sem AR amiga...

Adorei as suas palavras e a forma como demonstra confiança no seu Dono...

Parabens linda

Beijos

{lia}_SirGOEL.

carmen disse...

Querida uma prova da cumplicidade e confiança em seu DONO...fiquei arrepiada pq entre tantas coisas q me dão medo a submerssão na água é das piores...Parabéns ao seu DONO em sua condução e a vc à mais uma superação1
felicidades mil
carmen

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

mila querida,

Não fazemos muito watersports, mais quando fazemos sabemos que é algo interessante e perigoso por demais. Talvez por isso a adrenalina nos dê tamanho tesão.

A confiança, o respeito e a cumplicidade são as maiores premissas de uma relação SM e/ou D/s.
E voce dois, Dono e submissa/escrava, tem todas elas em doses cavalares, suficiente para não temerem, principalmente voce mila.

E que assim continuem sempre.

Beijos carinhosos,

ÍsisdoJun

{ternura}_WOLFMAN disse...

minha querida amiga e nobre Sr,

vou logo me desculpando pela ausência...rss...delicia de relato, a primeira coisa que lembrei ao ler, foi o dia que essa linda e querida menina esteve aqui em casa e me falou da relação dela com o ar.....rss.....nossaaaa que superação heim, tah eu sei vc confia no seu Dono, e ele manda muito bem tbm sei...rs(brincadeira respeitosa Sr),mas que superação!!!

agora vamos combinar, qdo vem o olhar e a risada juntos..affff.. que o negócio vai ser bom ahh vai...rsss....e foi!!!!

Saudações Sr
bjkas ternas e sdd gde de ti mila querida

{ternura}_WOLFMAN

Catlin disse...

Que lindo isto!!

Passando mesmo para agradecer tua presença no meu blog, obrigada pela força!!!

Tem um selinho lá pra vc tbm, rss

bjss